Separadores primários

Sábado, Julho 6, 2019

Todo o dia
 
 
Antes de 01
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Encerramento do Ciclo de Conferências VidaGO

Encerramento do Ciclo de Conferências VidaGO

Terminou no passado dia 25 de junho o Ciclo de Conferências realizado em Vidago, no âmbito do Projeto VidaGO, dedicado ao tema geral “Viagens”, no Balneário Pedagógico, onde continua patente ao público a exposição de autorretratos de todos os alunos da EB Vidago.
Para concluir este ciclo foi convidado o conferencista António Coelho, alpinista profissional, do grupo “papa-léguas” que deu a conferência “Entre o Gerês e os Himalaias”.
Mais que uma conferência, foi uma tertúlia em que o conferencista foi sendo questionado tendo as abordagens levado a conferência para uma crónica na primeira pessoa. Quem esteve presente entrou como que numa história, num conto.
As expedições aos Himalaias, aos Alpes e a outras montanhas de enorme grau de dificuldade foram o mote, qual Fernão de Magalhães das alturas e altitudes e com poucos oceanos pacíficos pelo meio. A superação, a aventura, o risco, fazem parte do dia a dia de quem decide fazer vida deste tipo de empreendimentos.
O público presente deliciou-se com a subida ao Kanchenjunga nos Himalaias (3ª montanha mais alta do mundo), expedição em que acompanhou João Garcia, outro famoso alpinista português. De como foi acometido por uma apendicite a 6000 m de altitude, como foi resgatado, como João Garcia conseguiu voltar à expedição e atingir o cume da montanha dos 5 tesouros.
Algo que também foi delicioso ouvir, foi perceber as diferenças culturais. Subir aos Himalaias é muito diferente de subir aos Alpes, por exemplo. Na Europa é tudo rápido, efémero. Na Ásia não. Desde as condições do Hospital em Katmandu, à alimentação, à preocupação com o equilíbrio da natureza, em que todos os seres vivos, por mais improváveis, que sejam contam muito nesse equilíbrio, nesse ecossistema, de que fazem parte grupos rebeldes, oposição ao governo. Falou-se da ação das superpotências regionais, como a China ou a India fazem para liderar aquelas partes do mundo (Questão do Tibete ou mesmo do Nepal).
Falou-se da lua de mel nos Himalaias, no sonho de escalar uma das montanhas mais difíceis na Patagónia, na Argentina; do próximo desafio, escalar o ponto mais alto da Europa, o Monte Elbrus, no Cáucaso, brevemente. Dos custos, dos financiamentos, dos patrocinadores.
Questões como planeamento, organização, rigor, preparação, são exigências de determinadas «viagens», pois, caso, contrário algo pode correr mal.
Este ciclo de conferências, promovido pela EB Vidago, Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães, no âmbito do projeto VidaGO tornou-se um ponto de encontro para discutir assuntos interessantes, promover a cultura, foi importante para Vidago.
Agradecemos mais uma vez às termas de Chaves, à Vidagus Termas, pela disponibilização do espaço do Balneário Pedagógico para a realização desta conferência.
Agradecemos ainda à Câmara Municipal de Chaves, ao Senhor Rui Branco do Primavera Perfume Hotel, à “Consurema” e à Dona Alcina da Churrasqueira “Camponesa”, de Vidago, pelo apoio dado para a realização destas conferências e aos conferencistas pela disponibilidade e pela qualidade das conferências.
Pretende-se que o Projeto VidaGO não fique por aqui, que tenha continuidade. Todos merecem.

06/07/2019 - 12:15
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright © 2006-2019 Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães