REGIONAL NORTE DE GOLFE 2019 (VIDAGO PALACE GOLFE COURSE)

2º LUGAR REGIONAL NORTE DE GOLFE 2019

No dia 21 de Maio, deslocaram-se ao clube de golfe do Vidago Palace Golfe Course para a participação nos Regionais Norte do Desporto Escolar, os dois alunos do grupo/equipa de golfe da E.B. 2,3 de Vidago apurados da fase local CLDE do Tâmega e Vila Real e Douro do campeonato de golfe do desporto escolar.

Os alunos Carlos Souza (12ºC) e André Gonçalves (7ºE) representaram dignamente a escola no intuito de tentarem repetir as proezas das qualificações para a fase nacional da modalidade dos anos transatos, dos seus ex colegas Ariana Mota (que depois se sagrou campeã nacional de juvenis femininos em Lisboa em 2015, no campo de golfe do Lumiar) e do próprio Carlos Souza (campeão nacional de skills, em Viseu no ano de 2018), assim como dos títulos regionais alcançados nos anos de 2016 e 2017 pelo repetente Carlos Souza. No entanto e por decisão da direção nacional do desporto escolar, este ano não se haveria de realizar a fase nacional de golfe nos campeonatos nacionais, que decorrerão em Setúbal do final de junho (Iniciados) e em Elvas (Juvenis) já no final de Maio. Sendo assim e depois de dada esta notícia logo na reunião técnica que antecedeu a prova, os 18 alunos apurados que marcaram presença partiram para os seus “Tees” de saída atribuídos pelo campo, aguardaram o “shot gun” inicial e deram provas das suas capacidades técnicas e físicas ao longo de 9 buracos do campo de golfe do Vidago Palace Golfe Course, competindo salutarmente e com fair-play entre si, num sistema de classificação “stableford” gross e net (competição por pontos alcançados nos 9 buracos). No final de quase 4 horas de prova, os alunos da E.B. 2,3 de Vidago Carlos Souza (12ºC) e André Gonçalves (7ºE) obtiveram um 4º e um 11º lugares respetivamente em “gross” e um 10º e 2º lugares respetivamente em “net”, alcançando portanto o título de VICE-CAMPEÃO REGIONAL NET o aluno André Gonçalves, continuando o legado das classificações de pódio e títulos alcançados nos regionais desde o início da criação do clube de golfe do desporto escolar no ano 2013. De salientar que as classificações alcançadas pelos nossos alunos dariam para o apuramento para o nacional da modalidade, caso o mesmo se realizasse (são apurados anualmente os 9 primeiros classificados em “gross” e em “net”). Parabéns aos 2 atletas pelo seu apuramento e prestação neste regional, onde só estão representados os melhores atletas do nível avançado em golfe (nível 3) de toda a região a norte do Douro e onde a nossa comitiva da CLDE do Tâmega e Vila Real e Douro é a mais representada com 7 atletas, o que diz bem do nível técnico e de participação daquela rapaziada.

Em jeito de conclusão, podemos com todo o orgulho referir que a participação da equipa de golfe do desporto escolar da EB2,3 de Vidago nos diversos quadros competitivos do Golfe do Desporto Escolar (Local, regional e nacional) tem sido ano após ano (desde a sua fundação em 2013) um sucesso, provando que a nossa região tem magníficas aptidões para a prática desportiva do golfe, com as excelentes instalações dos dois clubes disponíveis na localidade de Vidago, restando usufruir das mesmas e quiçá, promover alguns jovens praticantes a nível federativo. É por isso de louvar as iniciativas dos clubes de golfe locais, nomeadamente o Vidago Palace Golf Course e o Clube de Golfe de Vidago, na disponibilidade demonstrada nestes 6 anos letivos na cedência das suas instalações, recursos materiais e humanos, de forma totalmente gratuita, aos alunos da equipa de golfe do Agrupamento Fernão de Magalhães - E.B. 2,3 de Vidago. Seria justo o poder autárquico, reconhecer e disponibilizar alguma ajuda (transporte) para os mais de 20 jovens que ano após ano vão calcorreando a pé o trajeto desde a escola até ao campo do Vidago Palace Golfe Course (a utilização do outro campo de golfe em Loivos torna-se impossível para os treinos), retirando tempo de prática e condições de segurança aos mesmos.

As fotos podem ser vistas aqui.

Copyright © 2006-2019 Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães